14.6.08

Aprendendo a viver em salvador


Salvador, terra de deus e do diabo!

Ainda estou me acostumando ao fuzuê dessa cidade de tantas contradições :

misticismo, alegria, alto astral, mas também muita violência, muita muita miséria e desonestidade, o que não falta é gente querendo passar a perna no outro!( há também o outro lado da moeda, gente solidária, atenciosa.)

No entanto, parece que para minha condição de artista - poeta, atriz, já nem sei mais o que sou porque aqui estou me virando nos trinta para sobreviver- essa terra me traz mais possibilidades, se mostra mais aberta , receptiva à minha poesia e o mar daqui alivia a alma.

é bonito de se ver a onda quebrando na praia. meu corpo e minha noção de espaço e de tempo certamente mudarão depois de estar aqui, culpa das ladeiras decerto, ai minhas pernas, deus meu!

João Pessoa não me serve mais por hora, preciso correr mundo, ganhar estrada, conhecer gente e formas de viver.

Aos que , porventura, lembrarem da minha existência por aí, deixo a deixa:


só voltarei quando encontar felicidade!


renálide carvalho

3 comentários:

ROSA E OLIVIER disse...

Piú giú , in fondo alla Tuscolana...
!?...passavo per un saluto!

Maria Eunice Boreal disse...

Salva a dor!
Salva a dor,
Bahia.
Maria que já foi e quase ia
diz: Volto logo
E sem dor...
condor nos dedos
e lápis na gengiva!

:***

Maria Eunice Boreal disse...

Parahybaiana.
rsrsrs
:***