10.1.08

O POETA CEGO( um poema de antonio cicero)

Eis o poeta cego.
Abandonou-o seu ego.
Abandonou-o seu ser.
Por nada ser ele verseja.

Bem antes do amanhecer
em seus versos talvez se veja
diverso de tudo o que seja
tudo que almeja ser.


Poema retirado do blog de Antonio Cicero

6 comentários:

Antonio Cicero disse...

Adorei ver meu poema no seu blog, que está tão bonito. E adorei ler os outros.

Beijos,
Antonio Cicero

CresceNet disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my site, it is about the CresceNet, I hope you enjoy. The address is http://www.provedorcrescenet.com . A hug.

Mauricio Babilonia disse...

massa, renalidae, que bom que tu gostou! eu vou ler teu blog depois, mas eu gostei das coisas que vi, dando uma passada! gosto do teu jeito de escrever!

beijo

Francine Ribeiro disse...

eita mulher!! tdo certo com vc?
olha que agora também faço parte parte desse mundo dos blogs!
e passarei mais vezes por aqui!
um abraço

Vamberto Spinelli Jr disse...

Fala Renálide, tudo em ordem contigo? a quantas anda o nosso lançamento conjunto? assim que você der o sinal, a gente senta pra encaminhar. Estava pensando que podíamos qualquer dia desse fazer leituras dos nossos livros, juntar um pessoal, tomar umas cervejas, sei lá... algo, digamos: mais informal.
outra: aproveito para divulgar um blog que montei pra divulgar o livro.

um forte abraço

Vamberto Spinelli Jr disse...

ops! faltou o endereço do blog, aí vai:
http://sem-lugar.blogspot.com/